Um projeto, ainda em desenvolvimento, da Funenseg (Fundação Escola Nacional de Seguros), pretende criar novas regras para habilitar profissionalmente os corretores de seguro de todo o Brasil. De acordo com o projeto, a partir de 2010, esses profissionais terão que ter formação superior na área para obter registro junto a Susep (Superintendência de Seguros Privados), entidade que habilita profissionais da categoria a atuarem no segmento. Em Ribeirão Preto e região, cerca de 1.500 corretores são associados ao Sincor-SP (Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo). Eles serão beneficiados por uma parceria entre o sindicato e o Centro Universitário Moura Lacerda, através de um programa de bolsas de estudos parciais. A instituição de ensino oferecerá, a partir do segundo semestre deste ano, o Curso Superior de Formação Específica em Gestão de Seguros e Previdência.

      Com dois anos de duração, o curso foi criado especialmente para atender esta demanda na formação de profissionais qualificados. O processo seletivo para a primeira turma acontecerá em junho de 2009. “Nosso objetivo é atender a nova legislação, oferecendo soluções educacionais que garantam a qualificação e a empregabilidade dos profissionais que atuam no setor de seguros, previdência aberta e capitalização. Estas são atividades essenciais ao desenvolvimento das economias local, regional e nacional”, afirma o diretor Executivo da instituição Moura Lacerda, engenheiro Luiz Eduardo Lacerda dos Santos.

Mercado de seguros

    “Oferecer formação na área em que estes profissionais de seguro e previdência atuam, além de capacitá-los, é garantir sua permanência no mercado de trabalho. Os objetivos da formação superior são fomentar responsabilidade social e valores éticos, relacionar conceitos e fatos históricos para compreender o panorama socioeconômico atual, suas necessidades e prioridades”, ressaltou Pedro Antônio Lopes, diretor Regional do Sincor-SP em Ribeirão Preto.

     O mercado de seguros é um negócio que movimenta US$ 3,4 trilhões em todo mundo. Um estudo recente da Funenseg (Fundação Escola Nacional de Seguros do Brasil) mostra que o setor cresce mais rapidamente nas economias emergentes. “Países como o Brasil necessitam de mais serviços de seguros, já que as famílias e as empresas são mais vulneráveis a riscos. A globalização gerou tanto desafios como oportunidades para os mercados se tornarem mais competitivos e os consumidores, mais informados, exigentes e protegidos”, conclui Lopes.


      
Milagre do Verbo Comunicação Empresarial: Fones – (16) 3941-6920 e 3941-6921
       Atendimento: Ariane Ribeiro (16 – 9106-2200) e Fernando Bueno (16 – 9131-5326)
       E-mails:
ariane@milagredoverbo.com.br e fernando.bueno@milagredoverbo.com.br