Corretor de seguro terá que cursar faculdade para atuar na área

       Um projeto, ainda em desenvolvimento, da Funenseg (Fundação Escola Nacional de Seguros), pretende criar novas regras para habilitar profissionalmente os corretores de seguro de todo o Brasil. De acordo com o projeto, a partir de 2010, esses profissionais terão que ter formação superior na área para obter registro junto a Susep (Superintendência de Seguros Privados), entidade que habilita profissionais da categoria a atuarem no segmento. Em Ribeirão Preto e região, cerca de 1.500 corretores são associados ao Sincor-SP (Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo). Eles serão beneficiados por uma parceria entre o sindicato e o Centro Universitário Moura Lacerda, através de um programa de bolsas de estudos parciais. A instituição de ensino oferecerá, a partir do segundo semestre deste ano, o Curso Superior de Formação Específica em Gestão de Seguros e Previdência.

      Com dois anos de duração, o curso foi criado especialmente para atender esta demanda na formação de profissionais qualificados. O processo seletivo para a primeira turma acontecerá em junho de 2009. “Nosso objetivo é atender a nova legislação, oferecendo soluções educacionais que garantam a qualificação e a empregabilidade dos profissionais que atuam no setor de seguros, previdência aberta e capitalização. Estas são atividades essenciais ao desenvolvimento das economias local, regional e nacional”, afirma o diretor Executivo da instituição Moura Lacerda, engenheiro Luiz Eduardo Lacerda dos Santos.

Mercado de seguros

    “Oferecer formação na área em que estes profissionais de seguro e previdência atuam, além de capacitá-los, é garantir sua permanência no mercado de trabalho. Os objetivos da formação superior são fomentar responsabilidade social e valores éticos, relacionar conceitos e fatos históricos para compreender o panorama socioeconômico atual, suas necessidades e prioridades”, ressaltou Pedro Antônio Lopes, diretor Regional do Sincor-SP em Ribeirão Preto.

     O mercado de seguros é um negócio que movimenta US$ 3,4 trilhões em todo mundo. Um estudo recente da Funenseg (Fundação Escola Nacional de Seguros do Brasil) mostra que o setor cresce mais rapidamente nas economias emergentes. “Países como o Brasil necessitam de mais serviços de seguros, já que as famílias e as empresas são mais vulneráveis a riscos. A globalização gerou tanto desafios como oportunidades para os mercados se tornarem mais competitivos e os consumidores, mais informados, exigentes e protegidos”, conclui Lopes.


      
Milagre do Verbo Comunicação Empresarial: Fones – (16) 3941-6920 e 3941-6921
       Atendimento: Ariane Ribeiro (16 – 9106-2200) e Fernando Bueno (16 – 9131-5326)
       E-mails:
ariane@milagredoverbo.com.br e fernando.bueno@milagredoverbo.com.br

Monitoring computer activity cell phone trackers of https://celltrackingapps.com/ can be a relevant solution for a wide range of age groups